Que tal ir de Porto Alegre à cidade mais ao sul do mundo (a cidade continental mais próxima dos polos) de carro? E se for com um modelo 1979? Uma Belina (derivada do Corcel II), em condições normais de rodagem, sem nada especial, apenas marcas do tempo na lataria e no seu motor bastante usado. Agora, que tal ir até o Acre?!

Pois tudo isso foi apenas motivação para Yuri Ferrer, que juntou uns amigos e partiu não apenas nesta viagem, mas em uma por ano desde 2011. Foram diversos destinos, como Ushuaia, passando pela Cordilheira dos Andes em vários pontos, Terra do Fogo que inclui a Patagônia, e até mesmo cidades bem ao norte do ChileMachu Picchu no Peru e do Brasil. Este aventureiro une as pessoas por puro prazer de viajar, dando um tempo no trabalho de Técnico Audiovisual em uma faculdade técnica da capital gaúcha para curtir a vida pela estrada, colhendo inúmeras histórias pela vida.

“Se eu fosse buscar na minha memória o ponto exato onde tudo isso começou eu não sei se encontraria. Algumas coisas, alguns elementos me ligavam intimamente a uma realidade que não era a do ambiente que me cercava. Lembro de ver filmes com cidades pequenas no meio do nada, sempre na borda de uma estrada.”


Contaremos suas histórias que não apenas incluem as viagens, mas a origem e destinos das Ford Belinas – sim, são duas que chegaram a viajar juntas! Mas outros carros participaram de suas aventuras, diversos companheiros de viagem e muitas cidades pelo caminho. Quem sabe enquanto você está lendo este texto, ele não estará na estrada novamente, desta vez com seu lendário Ford Maverick! Sim, além de tudo ele ainda tem um Maverick.
 

 “Poeira, madeira, jeans, couro, carros antigos, caminhões, pessoas e seus costumes simples, mas o que realmente me chamava a atenção era a ideia de não saber como era exatamente o lugar, ter sempre algo novo pra ver, mesmo que seja uma velha ponte, desde que esteja vendo pela primeira vez, sem conhecer ou ter enjoado da visão. Nada parecia ser mais atraente do que o desconhecido. Não saber o que tem atrás daquela porta, naquele galpão ou depois daquele morro, enfim.”

.
Fique ligado, assine aqui gratuitamente nosso canal, e saiba como foi cada viagem realizada na América do Sul à bordo de suas Belinas e demais carros e companheiros. Serão capítulos de uma história real na vida deste aventureiro que tem muita coisa a nos passar! Aprenda com a experiência de quem enfrentou divisas internacionais, polícias e intempéries em situações inusitadas por diversos países.
.