Já contei sobre toda a emoção de visitar Le Mans, o Circuit de La Sarthe e o Museu das 24h. Agora chegou a cereja do bolo: vermelha, redonda e brilhosa como uma! Só que com muitos metros quadrados de puro encantamento para colecionadores e apreciadores da história deste autódromo.

No meio do museu um delírio para colecionadores de miniaturas como eu: uma sala redonda com centenas de réplicas oficiais de todos os carros que passaram pela prova das 24h de Le Mans! São dezenas de prateleiras com miniaturas perfeitas dos carros que disputaram no circuíto. É encantador ver pequenas versões de tantos clássicos!!!

A vontade de levar um (ou mais) pra casa é muito grande! Mas não se preocupe, na loja de saída do museu estão à venda diversos modelos. Basta ter disposição e sacar do bolso cerca de EU$ 100, por exemplar…

Ao centro da sala estão os dioramas! São maquetes representando as atividades das pesosas, como se fossem relatos tridimensionais de 4 épocas do circuito. São visões da reta de largada como a da prova de 1952. Assim também é retratado os anos de 1927, os anos de 1960 e 2000. Assim é possível perceber a evolução da infraestrutura de segurança, dos boxes, arquiancadas da pista.

Sensacional perceber a clássica largada de onde os pilotos começavam do lado de fora dos carros e embarcavam neles para poder ligar os motores e arrancar da maneira mais rápida possível (de onde vem características mantidas até hoje pela Porsche, por exemplo, com a chave de ignição do lado esquerdo para que fosse mais rápido o acionamento do piloto ao entrar no carro).

O circuito completo mostra todos os detalhes, como a longa reta, onde foram adicionadas duas chicanes pra diminuir o tempo em que os carros mantém a velocidade máxima constante (entendam que é acima de 300km/h)!

É possível ver em anexo ao autódromo completo de la Sartheo Circuito Bugatti, com sua pista de 4.422 km. Seu traçado fica dentro do que é utilizado para as corridas das 24 Horas de Le Mans (Motociclismo) e desde 1995 no MotoGP. Em 1967 sediou um GP de Fórmula 1 tendo como vitorioso Jack Brabham.

Foi memorável ver maquetes contando a evolução do circuito em diferentes épocas, a vista aérea de todo o autódromo, com o circuito retro-iluminado, e vídeos passavam um pouco das corridas e emoções vividas nas 94 provas disputadas. Sim, um paraíso para aficcionados em réplicas miniaturizadas!!!

Resta a lembrança, fotos e souvenirs comprados na saída (não dá pra resistir a um chaveiro, caneca, camiseta)… E a vontade de voltar um dia.

Texto e fotos: Marco Escada