Fique de olho na garantia de fábrica do seu carro, pois ele pode fazer parte de um lote com problemas crônicos de fabricação. O ano de 2018 já está com alguns chamados para recall: Fiat (Uno, Pálio, GrandSiena); Honda (Fit e City); Peugeot (308 e 408); até mesmo luxuosos como Chrysler 300c; Dodge Charger e Durango; Land Rover Discovery Sport; Range Rover Vogue e Sport; Lexus NX 200t; Mercedes-Benz CLA, Classe A, B, C, E e S; Nissan Frontier, Toyota Hilux, SW4 e Prius; Volkswagem Passat;  e os listados abaixo. Aproveitamos para alertar sobre os que não são chamados, mas merecem ir às concessionárias. Você tem direito de exigir um bom produto das fabricantes.

Isso não quer dizer que os carros sejam ruins, pelo contrário, as fabricantes querem zelar pelos seus produtos e estão dispostas a solucionar os problemas.  Você merece ter a confiança do seu bem. Vamos citar apenas alguns casos dos carros mais populares, mas ligue para sua concessionária e veja se você precisa comparecer, independente de marca ou modelo. Todos possuem algum tipo de defeito – ninguém é perfeito, não é mesmo –  mas alguns são solucionados gratuitamente!

 

Renault

Lançamento problemático

Começamos com o mais recente e polêmico lançamento popular: Kwid. Polêmico pois se autodenomina em uma nova categoria chamada SUV Compacto, e tudo bem para fins de mercadológicos para os publicitários (gerou fila de espera, porém boa parte desistiu da compra). Mas para uso como SUV, a suspensão, rodas e fixação do motor precisam ser completamente revistas pelos engenheiros. E o tubo de combustível e os freios são muito agravantes, afinal coloca em risco a segurança para uso até no asfalto, apesar de ele ganhar 3 estrelas no LatinNCap. Quem usa no dia a dia sabe que o produto nasceu precoce, e merece muitas melhorias. Mas a fabricante oficializou 3 recalls – três em menos de meio ano – e você deve exigir todos e mais tudo que você identificar de falha neste novo carro.

E os já tradicionais Sandero e Logan, assim como os derivados Duster e Oroch, apesar de mais maduros continuam sendo um projeto para ser o mais barato possível – na europa eles possuem emblema Dacia, submarca de carros populares do grupo Reanult. Apesar de no Brasil terem o logotipo da fábrica francesa e status de carro maior, padecem dos mesmos problemas da produção de baixo custo: multimídia problemático, vazamento de óleo da junta do cabeçote e da caixa de direção… além da falta de estabilidade que causou capotamento em plena gravação de comercial. Alguns recalls já foram divulgados pela montadora, como caso da ligação da direção com o cubo de roda, e mangueira da direção hidráulica.

 

Chevrolet

O mais vendido do país também tem seus defeitos

Imbatível no custo-benefício pelos seus atrativos multimídia o Onix – e sua versão sedã, o Prisma – sofrem de problemas recorrentes em suas milhares de unidades vendidas. Os mais graves são sobre o motor desligar com o carro em movimento e sobre os freios, que a montadora insiste em afirmar que é problema do motorista e não do produto, mesmo levando nota zero em segurança. Os mais leves são a ausência do filtro de ar do ar condicionado, que a fabricante diz não precisar – pergunte aos alérgicos com rinite – e barulhos na estrutura, onde a GM finalmente assume a culpa e fez reparo nas chapas do teto a quem revindicou.

Crédito da imagem: gazetadopovo

Hyundai

Superpopular 

Sucesso desde o lançamento por causa do design o produto mais barato da Hyundai não convence pela qualidade. Apesar de agradar o grande público o HB20 é conhecido por seus donos reclamarem da baixa qualidade nas peças plásticas e de pintura, consumo maior que o esperado, além de altos preços para revisões e consertos.  Mas a parte séria mesmo é o recall para a homocinética, além dos crônicos problemas de suspensão, ar condicionado, bóia de combustível, ignição e pedal de freio. Tudo isso vale para a versão sedã e para as esportivadas na aparência, afinal a mecânica é sempre a mesma 1.0 3 cilindros, turbo ou 1.6. Exija o reparo nas concessionárias, afinal muitos tem até 6 anos de garantia. Muito longe das antigas propagandas que comparavam a marca aos Jaguar, Lexus e Marcedes! Lembram dos casos que pegaram fogo espontaneamente?

Crédito da imagem: BahiaNoAr

Ford

Sempre entre os mais vendidos

Geralmente o Ka ocupa a terceira posição de carro mais vendido do Brasil, o carrinho agora já não é tão pequeno nem tão modesto quanto o original lançado em meados dos anos 2000, que tinha o bom motor Endura e depois o excelente Zetec Rocam. Mas apesar das melhorias também vieram problemas no atual motor e suspensão. Fique de olho nos retentores do cabeçote, pois o principal problema é de entrada de óleo na combustão – mas ao menos não oferece nenhum risco aos ocupantes. Da mesma forma os amortecedores, que apenas apresentam barulho e podem ser substituídos nas concessionárias.

Crédito da imagem: mecanicaonline

Volkswagen

Principalmente família Gol e Fox.

Não é de hoje – desde a família G5, na verdade – que os motores tem problema de lubrificação. Antes dependia do próprio dono usar o óleo correto, principalmente nos 16V, mas de 2008 até os dias de hoje o problema de é de fabricação mesmo dos motores EA-111 e EA-211. A Volkswagen tem declarado como problema a aceitação do óleo lubrificante, e os concessionários têm afirmado à imprensa que o defeito está nas peças estruturais do motor, por não terem recebido tratamento térmico, como forma de reduzir custos. Apesar disso, a empresa nega a necessidade de recall, já que defende que o defeito não coloca em risco a segurança dos motoristas (só da vida do próprio motor, que aconteceu já de fundir com 8 mil km e trocas de óleo na própria concessionária). A recomendação da VW é de verificar o nível de óleo a cada abastecimento de gasolina, mas isso é coisa dos motores dois tempos dos DKWs, concordam?

Crédito da imagem: QuatroRodas

Em 2008, a Volkswagen foi envolvida em polêmica por recusar a fazer o recall do modelo Fox – aquele sobre decepar dedos – mas também deveria fazer o do motor. Devido à repercussão do caso dos dedos decepados, a montadora fez o recall do modelo.

Fiat

Mais um caso de lançamento

Desde o Mobipode chamar de Uno simplificado – até o lançamento do Argo, todos estão sendo chamados para recall. No caso do Argo são problemas como falha no chicote elétrico do volante de direção, no airbag, no motor por falta de potência e torque; lubrificação dos motores diesel da Toro, no freio de mão e seta da Jeep Renagade – esta camionete pode inclusive levantar as rodas traseiras do chão em freadas bruscas, podendo causar perda de controle e acidentes; e na caixa de marchas dos modelos mais antigos ainda vendidos pela Fiat, como o Pálio e a Strada;

Crédito da imagem: domtotal

Portanto não custa nada você entrar em contato com o seu revendedor e ver se precisa de algum suporte gratuito para ser feliz com seu carro!

 

Foto: Justiça.gov.br

setacompartilhe900x180px

Deixe sua mensagem