Em 1989, a revista Quatro Rodas divulgava o primeiro carro nacional com injeção eletrônica. Por ser uma tecnologia inovadora na época, o modelo escolhido foi criado para ser o esportivo mais veloz que se tinha até o momento: Gol GTi. (Sim, aquele com pintura Azul Mônaco).

Com uma estrutura leve, motor do Santana 2000 (AP 2.0), bancos Recaro importados, e toda tecnologia que se dispunha até o início dos anos 90 (como os freios a discos ventilados na dianteira). Por fora a esportividade das rodas “Pingo” cromadas, a parte inferior em cinza claro unia a lateral aos parachoques (ao invés de preta, como no GTS), o grande aerofólio e os retrovisores na cor do carro, coluna C e molduras em volta dos vidros na cor preta, sinaleira fumê, e claro, um enorme GTi adesivado na traseira, que dispensa o verdadeiro nome do carro (Gol).

Em 1991 viria um facelift da linha Gol, afinando os faróis, uma grade mais harmoniosa, novas rodas “Orbital” e novas cores, como Branco perolado, Amarelo, Vermelho Sport, Cinza e Bordô (e o raríssimo Preto). No total são 12 cores diferentes, mas algumas um tanto raras.

Foto: Garagem do Bellote – https://goo.gl/ZxYg6T

 

Difícil escolha…  Qual cor de GTi você prefere?

 

#Gol GTi, #clássico #pioneiro #esportivo

setacompartilhe900x180px