Já pensou andar de Honda Fit, Focus ou Vectra? Sim, eles custam o mesmo que um popular 0Km sem opcionais…

Creio que após ler a matéria que iremos publicar nesta semana, sobre as nossas avaliações de 10 modelos hatch de luxo nacionais no mercado de usados ficará a dúvida:

Por que comprar um carro zero “pelado” se um usado completo, lhe dará muito mais por muito menos? Afinal, não é pelo conforto e praticidade que compramos um veículo?

Crédito da foto: CarrosOnLine

Crédito da foto: AutoRealidade

De fato, engana-se muito quem acredita que comprando um carro zero vai economizar em manutenção, e/ou não terá este custo por um determinado período de tempo. Partindo da lógica que um carro popular precisa ser “barato”, as montadoras economizam em tudo: materiais de qualidade inferior (exemplo: em vez de tecido ou alumínio se coloca plástico ou pior se deixa sem acabamento), estrutura simples, acabamento básico, escassez dos itens de segurança e baixa qualidade na construção. A falta de itens básicos como um protetor de cárter e carpete chegam a ser um desrespeito! Fala sério…. Comprar um carpete?

Quanto você acha que dura um motor destes carros? Com quantos quilômetros rodados você acredita que irá precisar fazer uma manutenção pesada neste veículo? Sim, provavelmente irá visitar a autorizada antes do que imagina; até porque você não vai querer perder a garantia.

ve-1g

Crédito da foto: BestCars

Por vezes, comprar um carro usado de fabricação superior lhe proporciona uma tranquilidade que atualmente você dificilmente tem ao comprar um “popular”. Muitas vezes, o acabamento de baixa qualidade, somado a montagem a “toque de caixa” proporcionam veículos defeituosos. Como experiência própria daquele que vos escreve, meus três carros zeros tiveram defeitos de fábrica: um no sistema de ventilação forçada que não fechava totalmente e ficava entrando ar para dentro do veículo; imagina no inverno o frio entrando ou numa viagem longa aquele “zunido” de janela parcialmente fechada…visão do inferno! O meu segundo veículo, foi entregue com o escapamento quebrado na junção com o motor, além do ruído da correia do ar condicionado que “gritava” quando era acionado; para se ter uma ideia, estes problemas levaram mais de um ano para serem resolvidos. Por último o que deu mais trabalho: a fixação do painel inexistia em alguns pontos e ao passar do tempo se soltava todo… A concessionário chegou ao ponto de fazer uma oferta de tabela Fipe (acima do que eles pagam geralmente) para que eu trocasse o veículo. Admito que na época me questionei qual o fim seria dado para aquele carro maldito… Acho melhor esquecer!

Crédito da foto: CarrosOnLine

Esta não é uma realidade que atinge a todos, mas os fatos acima são importantes para vocês estudarem qual a melhor opção compra e quais problemas podem encontrar se tomarem uma decisão precipitada. Veja, por exemplo, o fator “qualidade de construção’ dos populares.

Crédito da foto: NotíciasAutomotivas

Crédito da foto: NotíciasAutomotivas

Por fim, a questão que levamos a vocês pensarem aqui é se um hatchback de luxo usado pode substituir um “pé de boi” zero quilômetro. A decisão pode ser tomada em cima de qual finalidade o veículo terá. Se for um carro para ir e voltar para o trabalho e/ou passeios durante os finais de semana, pronto, já está decido: compre um usado completíssimo. Caso seja um veículo de trabalho, a referência muda completamente, pois o quesito manutenção começa a ser levado em conta e a opção recai sob o “popular peladão”.

Crédito da foto: AutoRealidade

Como curiosidade, hoje, comprar um carro zero (luxuoso completão) equivalente aos avaliados acima vai lhe custar uma verdadeira fortuna: algo na faixa de 70 a 110 mil reais. Nós do F1ponto8s entendemos que as montadoras enlouqueceram…

Clique aqui e aproveite nossas avaliações desta categoria para decisão de compra!

Explicamos o custo real de um popular novo e de 10 hatches luxuosos usados.

Fique ligado, clique aqui e assine gratuitamente o nosso portal para ter acesso livre ao conteúdo exclusivo!!!

 

Referência para preços de mercado: http://www.webmotors.com.br/

Texto: Paulo Vinícius

Foto de capa: MotorShow

setacompartilhe900x180px

Deixe sua mensagem