Continuamos reafirmando que para realizar boas fotografias basta a pessoa ter sensibilidade e um pouco de conhecimento técnicoO olhar do fotógrafo é o mais importante. Mas uma boa lente ajuda. E a maioria já está com abertura f/1.8! (sim, de onde vem nosso nome do portal!) Para estudar fotografia, basta vir às nossas oficinas e aulas da 1ponto8 (clique aqui)! 

Para a medição internacional de qualidade é utilizado o DxOMark: um veículo especializado em câmeras e é referência quando o assunto é fotografia. Eles possuem um ranking que organiza as melhores câmeras de smartphones do mundo, como o Google Pixel 2 com HDR+ (dividindo a liderança com o Huawei Mate 10 Pro), iPhones, Samsung Galaxy Note 8, HTC U11 e Sony Xperia XZ.

E que tal se a referência em smartphone para apaixonados por fotografia tiver parceria com uma referência em apaixonados por carros? Veja abaixo!

Celular com melhor câmera do mundo: Leica

A marca que vem revolucionando fora do Brasil e já é a de maior destaque entre os amantes da fotografia é a Huawei, que com os modelos P9, P9 Plus, P10, P10+ e os lançamentos Mate 10 Pro e Mate10 Porsche Design. são os smartphones com melhores câmeras do mundo! Isso graças à parceria com a lendária fabricante de máquinas fotográficas e lentes Leica.

Com um desenvolvimento exclusivo de operação com duas lentes simultâneas: uma de 12MP f/1.8 , onde um sensor capta as cores RGB e outra de 20MP f/1.6 capta em PB (tons de cinza), possibilitam um nível de detalhamento nunca antes visto em um celular. Fotografam em RAW com modo manual, realmente para entusiastas e fotógrafos!

Também fizeram parceria com a Pantone Color Institute, para que tenham cores exclusivas por fora e com a Porsche Design para que tenha um acabamento de alto padrão (com pré-venda lançada por cerca de R$ 5.000,00!Infelizmente não temos previsão para lançamento no Brasil, este aparelho ainda está restrito à Europa, Ásia e América do Norte. Em nossas terras brasileiras apenas os aparelhos P9 Lite Mini ou P10 Lite, que não possuem as parcerias nem mesmo com as famosas lentes Leica, mas garantem boa qualidade em suas câmeras traseiras.

Crédito da imagem: Porsche Design

Ainda sobre importação asiática: Xiaomi tem sensor Sony

Para continuar falando dos asiáticos pouco conhecidos no Brasil mas de ótimo desempenho e com excelentes câmeras, temos o Xiaomi Mi6: possui lente grande angular de 12 MP em um sensor Sony IMX386 com lente de 27mm e abertura f/1.8, com Sistema Anti-Vibração  de 4 eixos para produzir imagens mais estáveis na primeira câmera. O segundo sensor também tem 12 MP, mas com lente de 56 mm e abertura f/2.6. Isso permite que ele também tenha zoom óptico de 2X, para fazer cliques mais próximos na parte traseira. Na frontal são 8MP de f/2.2, com efeitos desfocado, HDR, entre outros. São várias capacidades de armazenamento com preço médio de R$ 1.700,00 é um ótimo custo benefício para um celular topo de linha.

Crédito da imagem: TheAndroidSoul

Nacionais

Zoom Óptico de 10x: Hasselblad

Outra parceria em duas empresas lendárias nos oferece uma das melhores câmeras do mercado: Motorola e Hasselblad. Com os Moto Z e Moto X, de foco laser, modos manuais e inova com o snap (gadged): uma câmera com a marca mais respeitada pelos fotógrafos no mundo: Hasselblad. (sim, a Ferrari das câmeras fotográfica). Já é perceptível ao tato, no acabamento e empunhadura, que facilita na hora de não tremer as mãos e segurar firmemente o aparelho. Aliás, um luxo extra: vem com uma capa protetora para guardar.

Fotografa em RAW( leia mais abaixo nesta matéria), mas seu grande destaque é mesmo a aproximação óptica real de 10x do Motorola Hasselblad TrueZoom. Seu único concorrente é o ASUS Zenfone Zoom de com aproximação óptico 3x exclusivo Hoya (outra excelente fabricante de lentes fotográficas, como as Zeiss que equipavam os Nokia e Sony mais antigos).

Este Moto fica então dotado de câmera com lente teleobjetiva Hasselblad (não estamos falando do zoom digital, que apenas amplia a imagem reduzindo qualidade). A aproximação deste snap é através de lentes que se projetam e realmente buscam a imagem com uma espécie de luneta. Só assim é possível captar aproximação com riqueza em detalhes. Até porque utiliza lentes próprias, de altíssima qualidade, e fazem toda diferença em qualidade de fotografias.

Apesar de sua abertura não ser a melhor com escuros  f/3.5 sem zoom até f/6.5 no zoom máximo, continua proporcionando boas imagens. (Para entender melhor, assine nosso canal e fique por dentro de nossa Oficina f1ponto8s!) Esta é a grande vantagem deste snap fotográfico da Motorola: seu conjunto de lentes projetáveis.

Crédito da imagem: meiobit.com

Seu botão de disparo possui dois tempos, ou seja, meia pressão para focar e o restante da pressão no botão para fotografar (com isso é possível travar o foco em um objeto e mudar de posição para buscar um bom enquadramento, por exemplo). Possui exclusivo flash em Xenon, melhor e mais potente que os tradicionais LEDs dos demais aparelhos. Mas a qualidade de imagem não é o suficiente para se aproximar de algo profissional: ela continua utilizando um sensor de celular.

Crédito da imagem: meiobit.com

As fotos no modo automático não superam a própria câmera dos Moto Z (que tem abertura de lente maior: f/1.8) e até mesmo do Moto X Style, já que a Lenovo trouxe tecnologia de ponta aos Moto! Ou as dos celulares tops de linha do momento (clique nos links nas palavras para mais detalhes). Os Moto G4 e G5 também estão muito bons!

 

Zoom Óptico de 3x: Hoya

O Zenfone Zoom com processador Intel, vem com a tecnologia de zoom óptico mais fino do mundo: as 3x de zoom das 10 lentes internas fabricadas pela Hoya – griffe no mercado internacional de lentes – que trocam dentro do próprio aparelho sem precisar projetar para fora. Este sim possui zoom óptico que movimenta as lentes no intervalo de 1.1 até 3x de aproximação.

Crédito da imagem: tech.firstpost

É uma tecnologia exclusiva desenvolvida em parceria pela ASUS, Hoya e Panasonic (que desenvolveu o sensor especial para as lentes físicas deste aparelho, além de eles terem parceria também com a conceituadíssima fábrica de câmeras Leica). Como o ASUS Zenfone Zoom vem com excelente estabilização de imagem, realmente aproximam as imagens opticamente com riqueza em detalhes!

Crédito da imagem: Divulgação Hoya

ASUS Zenfone 4 e 5 também fotografam em RAW estão ainda melhor que os já bons ASUS Zenfone 2 tanto Laser, e o Zenfone 3, todos com tecnologia PixelMaster no sensor e ajustes manuais ótimos!

Pequeno destaque: o Zenfone 3 Zoom possui lentes que aproximam 2,3x – mas é uma lente angular a outra tem o zoom fixo – e conta com sistema dedicado de correção de cor.

Se não precisa do zoom, uma boa opção são os ASUS Zenfone 4 e 5, que possuem sensor Sony IMX362 de pixels maiores (µ1.4), abertura de f/1.8 e várias funcionalidades para fotos perfeitas. São duas câmeras na traseira: uma principal, de 12 megapixels, com lente de abertura f/1,8; e uma secundária, de 8 megapixels, que acompanha uma grande angular de abertura f/2,2. Outro detalhe legal dos ASUS Zenfone 4 e 5 é que uma das lentes é Wide Angle com 120°, capaz de aumentar o campo de visão, mas com perda de qualidade de imagem neste caso. Destaque também para a câmera da frente, pois o sensor de 8 megapixels além de captar boas fotos, traz o Modo Retrato. Assim como em outros aparelhos, como Galaxy Note 8 e iPhone 8, é um efeito chamado bokeh que desfoca o fundo da imagem, resultando em algo próximo do desfoque de fundo de lente profissional (das máquinas do tipo DSLR). A lente não produz essa profundidade de campo, mas os resultados do software são convincentes. ASUS realmente produz smartphones com exclentes câmeras, e além disso são os melhores “custo x benefício” em questão de qualidade de câmera e preço praticado no mercado.

Crédito da imagem: teteututors

Também com câmeras duplas na traseira

Já o LG G6 mantém a tradição de ser uma das melhores câmeras do mercado – desde o LG G2, G3 (com lentes de cristal safira) e o G4, são as melhores câmeras em celulares do mercado segundo avaliações de especialistas – e fazem fotos em RAW! Quase sempre saem como vencedores em testes comparativos no mundo inteiro por das suas câmeras e recursos fotográficos; A última geração do LG G5, assim como o ASUS Zenfone 4 descrito anteriormente, vem com 2 câmeras: 2 traseiras! As traseiras são para ter opção entre uma grande-angular de 135º f/2.4 ou a potente 16 megapixels f/1.8.

LG G5 e G4 são campeões em qualidade de imagem! Crédito da imagem: androidcentral

Além de tudo o LG G6 é resistente à água e poeira, com capacidade de ficar submerso (até 1,5m) em água doce por até 30 minutos. Assim como os demais celulares top de linha do mercado, smartphone LG também filma em 4K, tem flash LED duplo, estabilização óptica de imagem e HDR. O modo manual do software da empresa coreana é notoriamente cheio de funcionalidades interessantes. Outros celulares deles também são muito bons nas fotos, como o LG Q6.

Lente dupla traseira do LG G5, com foco laser e duplo flash LED. Crédito da imagem: andro4all

Já a Samsung se mantém entre as melhores câmeras em celulares do mundo com o Galaxy Note 8, pois também tem câmera dupla com uma lente grande angular com abertura f/1.7, e outra teleobjetiva com abertura f/2.4, ambas equipadas com um sensor Dual Pixel com Auto Foco. O sensor de 12 MP do top de linha da Samsung conta com uma tecnologia de foco automático Dual Pixel que garante imagens muito nítidas com grande velocidade.

O tempo que você leva em um Note 8 ou S8 e S8+ entre abrir a câmera e disparar a foto é o menor que há em um smartphone atual.

Crédito da imagem: androidcentral.com

Elas têm zoom óptico de até 2x, mas é semelhante ao Zenfone 3 Zoom: uma única lente teleobjetiva, e não uma projeção de lentes zoom.

Muito parecida com a câmera do Galaxy S8 e Galaxy S8 Plus, (que assim como os Samsung Galaxy S6 e S7 e Edges, continuam sendo excelentes smartphones para fotos), a câmera frontal de 8MP do Galaxy Note 8 tem quase todos os recursos da principal: lente com abertura f/1.7 e pixels maiores de 1.4µm, que captam muito mais luz. Independente da luz, o resultado final serão fotos claras e com boa nitidez. Outros celulares da Samsung também se saem muito bem na qualidade de fotos, como a linha J e A.

 

Fazendo o dever de casa

A Sony sempre se destaca por suas câmeras (vide os tecnológicos Sony Xperia Z3+ e Z5, que disponibilizam sensores para vários outros fabricantes), um exemplo é o Xperia XZ, que tem um sensor principal de 23MP (isso não significa ser melhor, apenas maior) e, por isso, faz fotos grandes e cheias de detalhes.

O Zperia XZ Premium se orgulha por ter uma câmera “quase profissional” (exagero!), com 19MP e f/2.0 ISO que chega a 12.800 para fotos com baixa luminosidade, e tecnologia de triplo sensor para garantir a qualidade das fotos em diversas situações, sejam elas em movimento ou com variações de luz ou de objeto central da foto. Um dos sensores, o RGBC infravermelho, busca reproduzir cores com fidelidade, independentemente da luz ambiente com autofoco laser, sendo uma das mais rápidas do mercado.

Crédito da imagem: directd.com.my

Outro forte destaque do sensor é a capacidade de fazer vídeos no modo Super Câmera Lenta, capaz de gravar 960 quadros por segundo e, assim, produzir resultados impressionantes. E de um modo geral os modelos mais recentes da Sony possuem todos boas câmeras intermediárias.

iDolatrados!

Se dinheiro não for problema, não poderia ficar de fora o iPhone 7 Plus e o novíssimo iPhone 8, com suas câmeras iSight, que conseguem capturar imagens com qualidade e riqueza de detalhes. Fiinalmente chegou com a abertura já vista em Androids, mas primeira vez em um iPhone: f/1.8 (apesar de cobiçados, os iPhone 6 e 7 não possuiam tanta abertura). Possui flash com 4 LEDs e foca muito rapidamente. Assim como outros celulares recentes, ele também tem câmera dupla na traseira, sendo uma das lentes grande-angular, de abertura f/1.8, e a outra teleobjetiva, com f/2.8. O sistema duplo de lentes ajuda a fazer fotos com o fundo desfocado, aquele efeito bokeh, conhecido das câmeras DSLR.

Crédito da imagem: Apple

A qualidade é inquestionável no sistema de câmeras duplas da Apple. Utilizando uma lente de zoom com f/2.8 e 56 mm junto ao sensor padrão do iPhone 7 permite que o Plus consiga fazer a ampliação ótica verdadeira de duas vezes nas suas imagens. Diferentemente do zoom digital, isso possibilita tirar fotos de mais longe sem perder qualidade, assim como o Xiaomi Mi6 citado no início da matéria.

Mas lembre-se: o olhar continua sendo humano, portanto, vamos estudar fotografia! (clique aqui no link e seja um assinante Insano) 😉

Esta matéria não tem patrocínio, apenas queremos mostrar os diferencias destes aparelhos.

#f1ponto8s

Texto: professor de fotografia Marco Escada

Imagem de capa: Exame

Deixe sua mensagem