Para o ano de 2017 já vimos que existem uma série de lançamentos chegando nas concessionárias para todos os gostos e bolsos. Mas e os que deixarão a linha de produção, gerando boas ofertas com as últimas unidades e baixando o valor entre os usados por serem carros fora de linha? Analise bem esses modelos descontinuados para ver se vale a pena pagar mais barato por eles a partir de agora.

Crédito da imagem: CarBlog

Alugns já se despediram a pouco tempo, como o caso do Chevrolet Celta, LandRover Defender e Freelander, Mahindra (sim, ainda tinham estes indianos por aqui), Pajero TR4, Nissan Livina e GrandLivina, Volkswagem Polo e Passat Variant… Mas talvez a maior perda em 2016 tenha sido o Mitsubishi Lancer, que além de um belo sedã tinha a versão super esportiva de rally denominada EVO e deixará saudades aos entusiastas de automobilismo. Mas vamos falar de 2017:

A Fiat está remodelando toda sua gama de produtos, e saem de linha desde o básico Pálio Fire, passando pelo Siena, Punto, Idea, Bravo, Linea, Dobló Furgão e até mesmo a top de linha Freemont (versão brasileira da Dodge Journey).

Pelo jeito só sobram os “novos” Palio, Grand Siena – agora também com versão 1.0 para ser o sedã mais popular da marca – e a agonizante Weekend que sobrevive por aparelhos e acessórios em um projeto do final dos anos 90! Aguardem pelos modernos substitutos já falados aqui no site como a linha Tipo (nada a ver com os antigos e explosivos modelos dos 90, não) e a Toro cabine fechada… 

Crédito da foto: iCarros

Finalmente sai de linha o Renault Clio, que era um compacto acima da média nos anos 90 e foi sendo depenado ao longo dos anos sem ter suas evoluções como na Europa. Como não tem como simplificá-lo mais do que já está (é uma pena, pois era o mais completo da categoria em seu lançamento), demorou para pararem sua fabricação. Em seu lugar entra o moderníssimo mini-SUV Kwid.

Outro já antiquado mas era muito vendido entre os populares: Chevrolet Classic, que assim como o Palio tem projeto dos anos 90 e sobreviveu até mesmo como a primeira versão do Prisma, quando ainda era um Celta Sedã. Pois os bons tempos destes carros já passaram e agora está em seus lugares o tecnológico novo Prisma (Onix Sedã).

Um caso contrário é o Chevrolet Cruze Sport6 nos abandona em um belo modelo que faz bonito por onde passa. Mas a GM é muito inteligente e já colocou seu substituto ainda melhor: o novo Cruze Hatch de última geração!

Crédito da foto: CarBlog

Semelhante a este caso é o fim de linha de um moderno e belo carro atual no Brasil: Nissan Altima, que era um carro sofisticado e tecnológico para nosso país, porém não caiu nas graças dos consumidores, mesmo com seu valor abaixo dos concorrentes. É um triste fim de um belo modelo em nosso mercado, já que nos EUA ele segue com a linha 2017.

Crédito da imagem: Nissan (divulgação)

Até mesmo o utilitário Kangoo se aposetnará de sua plataforma do Clio e a Renault deverá colocar no lugar um projeto mais moderno, sobre a plataforma dos Dacia Logan/Duster (que no Brasil tem logotipo Renault): será o espaçoso Dokker!

Os chineses da Geely também não resistiram ao mercado brasileiro e nos abandonam nos modelos sedã médio EC7 e hatch compacto GC2. É uma pena, mas outros conterrâneos estão se esforçando e esperamos que melhorem seus produtos e enfrentem melhor a concorrência, como o caso dos ainda 0km Chery, Lifan e a que mais se destaca JAC: permaneçam fortes!

Crédito da imagem: QuatroRodas

E você irá para de torcer o nariz para os SsangYong, coreanos com motor Mercedes-Benz. Já que não serão mais comercializados como 0km, ou você encontra uma pechincha usada, ou é menos um carro estranho nas ruas. Mas como seu motor é alemão, você ainda pode encontrar importado em algumas concessionárias da marca de três pontas campeã da Fórmula 1.

Crédito da imagem: AllTheCars

A única dúvida fica por conta da Hyundai: Qual modelo de Tucson ainda será comercializado – existem 3, sob nomes de Tucson, ix35 e NewTucson. É o desespero por atender todo tipo de cliente. E tem dado certo com os inundados de acessórios que reluzem aos olhos do consumidores como no caso do HB20. Mas nem tanto pela sua falta de mecânica como o fracassado Veloster… e este pode voltar, mas é assunto para outra matéria.

 

Texto: Marco Escada

Foto de capa: CarroBonito.com

Deixe sua mensagem